A MORENA TRIGUEIRA PARAHYBANA

A MORENA TRIGUEIRA PARAHYBANA Lucy Alves, desde mesmo o Clã Brasil, abre a cena inaugural duma nova performance multifacetada da poética brasileira, porque é fruto de sua própria era midiática de nossas crianças prodígios da Parahyba. Crianças essas que vêm à lume por meio de pais e irmãos também virtuosos como os seus. Pessoinhas do Clã Brasil muito doces como a cana caiana de açucena da morena tropicana parahybana de beleza extremamente trigueira, aquela que vem da cor belíssima e indizível do trigo em campo vasto. Enfim, Lucy Alves é a Nossa Diva na Poética da Parahyba multifacetada em musicóloga virtuosa, atriz trigueira e artista completa tal qual uma espécie de Carmen Miranda da era midiática. Ou mesmo ainda a expressão máxima da Morena Trigueira Parahybana, na qual reúne a síntese e a harmonia de todas poéticas. Desde mesmo a “Poética” de Aristóteles, tratado pra distinguir a boa arte da má, por meio de a virtude, a verossimilhança e a originalidade, como também se constatam em “A Poética Carnavalizada de Augusto dos Anjos”. O PARABELO DE LUCY ALVES A morena trigueira parahybana Lucy Alves mostrou ao mundo da Poética (todas as artes) por meio de seu dom e sua técnica virtuosa que o artista além de talento tem de surpreender com a beleza doutro inesperado, desconhecido e imprevisível belo. Belo este que em a sua acepção etimológica ultrapassa o que também é bélico, formidável e estratégico. Logo assim tratando-se dum aparato belicoso que vai adiante desse próprio belo, o parabelo de Lucy Alves: fole, zabumba, triângulo, violino, viola, bandolim, piano, violão, contrabaixo, flauta, pandeirola, ganzá, pífano, voz e performance multiinstrumentalizada. Razão pela qual vem de si mesmo a expressão “parabelo” e foi com isso que ela, nossa criança prodígio da Parahyba, Lucy Alves, começou a encantar a todos no País a partir do The Voice Brasil na TV Globo. Desde então Lucy Alves vem deixando nossos corações Parahybanos bem pequenininhos, torcendo tremendo por Ela até hoje por onde passa fazendo seus espetáculos multiinstrumentalizados por meio do dialogismo, da polifonia e do “diálogo social”. Lucy Alves é uma gigante versátil nas artes multiinstrumentistas e multifacetadas noutra fotossemiótica da cinematografia da novela global “Velho Chico”. Haja vista que ambas performances suas já vinham talhadas, aparelhadas, plasmadas pra cantar de preferência a vida da Parahyba, que já nascia desde o Clã Brasil, sua escola musical no seio da Família. E Ela, Lucy Alves, estava bem alí diante de nossos contentamentos de “Parahybas” estupefatos conosco mesmos porque geramos tão linda Criatura que superou o Criador. Criador esse que não poupou esforços pra descansar no sétimo dia, quando decidiu presentear-nos com essa deusa da poética maior do que foi outrora, também, nossa Carmen Miranda. Nelson Mota, Nelsinho carinhosamente chamado assim tão lindamente pelos cariocas, o Brasil em mais de 5 décadas conhece e admira a sua crítica musical por ter lançado e propagado dezenas de artistas pelo seu valor, virtude, verosimilhança e originalidade. Tal qual esses artistas, Lucy Alves também, agora, candidata-se ao mais alto podium do maior mundo do espetáculo na Terra. Você bem que poderia coroar sua fortuna crítica com a nossa morena trigueira por meio de sua música mais sedutora em trabalho recente, “Caçadora”, que também é uma espécie de deusa greco-romana Ártemis/Diana a la parahybana, Lucy Alves. O Brasil agora deve uma fortuna crítica à contribuição incomensurável de nossa artista virtuosa, verossímil, original e completa Lucy Alves. Lucy que revoluciona a música por meio de execuções versáteis, multifacetadas, multiinstrumentistas e performances em vocais femininos. Enfim, Lucy Alves revoluciona a poética dos anos 2017, limiar do milênio terceiro, lembrando-nos àquela outra “Lucy in The Sky With Dyamonds” dos garotos de Liverpool, The Beatles, nos anos 1960, que sozinhos revolucionaram o mundo lá da Inglaterra. Prof. Dr. Montgomery Vasconcelos (Doutor em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, Mestre em Letras/PUC-Rio e Presidente da FUCIRLA-PB)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: